Richa destaca bom ambiente do Paraná para investimentos

O governador Beto Richa afirmou nesta quinta-feira (01.06), em São Paulo, que o Paraná retomou nos últimos anos o bom ambiente para receber investimentos produtivos. O governador abriu o evento Paraná CEOs Investment Meeting, promovido pela Agência Paraná Desenvolvimento (APD) e Secretaria da Fazenda e que reúne cerca de 100 empresários e potenciais investidores.

Quando assumiu o governo em 2011, afirmou Richa, o Paraná crescia menos que o PIB (Produto Interno Bruto) nacional, não havia segurança jurídica para o investidor e nem diálogo do governo com quem queria investir no Estado. “Isso mudou”, afirmou, ressaltando que nos últimos seis anos o Estado já recebeu, entre investimentos privados e das estatais, R$ 42 bilhões, por meio do programa de incentivos Paraná Competitivo.

Os investimentos realizados pela Copel, de R$ 15 bilhões, em várias regiões do País, e outros R$ 4 bilhões da Sanepar no período, foram ressaltados pelo governador. “Sem contar os investimentos no Porto de Paranaguá, o segundo maior do Brasil, que ganhou eficiência e aumentou a competitividade para os produtos brasileiros e do Paraná”, disse Richa.

“É esse o modelo de governança que implantamos nas empresas públicas do Paraná”, disse. Ele também lembrou os investimentos em infraestrutura rodoviária. Neste ano, somente em melhorias de estradas estaduais estão programados mais R$ 2,3 bilhões.

AGRICULTURA– O desempenho da agricultura paranaense, com safra recorde de produção e produtividade, foi mencionada pelo governador como um dos fatores que o deixa otimista em relação a melhora dos indicadores econômicos do Estado. “Temos apenas 2,3% do território brasileiro e produzimos 19% do total da produção nacional de grãos. O Paraná é o segundo maior produtor de soja, com quase 22 milhões de toneladas na safra 2016/2017, primeiro na produção e exportação de frango, o primeiro colocado na produção de trigo e de feijão e a um passo de assumir a primeiro colocação em suínos”, disse.

MAIS COMPETITIVO – O Paraná foi eleito, nos últimos dois anos, o segundo estado mais competitivo do País pela revista The Economist, atrás apenas de São Paulo. “Só para se ter uma ideia, em 2010, o Paraná era o quinto colocado. Em 2013 saltou para terceiro e nos últimos dois anos ficou sem segundo lugar”, disse Richa.

Ele ressaltou o ajuste fiscal, que promoveu a melhoria nas contas do Estado, também ajuda a tornar Paraná um lugar melhor para investimento. Recentemente a agência de classificação de risco Fitch elevou a nota do Paraná. “É o reconhecimento de que fizemos o que deveríamos fazer. Sempre disse que o Paraná seria o primeiro Estado a sair da crise e é o que está acontecendo”, afirmou.

OPORTUNIDADES – O evento em São Paulo começou às 8 horas e apresenta oportunidades de negócio no Estado a potenciais investidores. O ministro da Saúde, Ricardo barros, e a vice-governadora Cida Borghetti, participam do encontro.

Estão previstos ainda um debate com a presença de Antonio Megale, diretor de relações governamentais da Volkswagen e presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea); Cristiano Teixeira, diretor-geral da Klabin, Olivier Murguet, presidente da Renault Américas e o presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Adalberto Netto, que irá mediar o debate.

Entre os temas estão oportunidades percebidas pelos executivos no Estado do Paraná, vantagens competitivas em relação a outros Estados, desafios e troca de experiências na implantação de projetos no Paraná. Na sequência o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo, apresentará as mudanças no Programa Paraná Competitivo.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia