Servidores dos legislativos marcam posição contrária às reformas trabalhista e previdenciária em evento da Unale

O presidente da Federação Nacional dos Servidores dos Poderes Legislativos (Fenale), João Moreira, servidor da Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul, ressaltou a importância dos painéis paralelos na 21ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais que acontecem em Foz do Iguaçu nesta quarta-feira (7).

A entidade promoveu uma discussão sobre as reformas nacionais que atingem especialmente os trabalhadores e os servidores públicos. Do encontro, os servidores dos legislativos elaboraram a Carta de Foz do Iguaçu, em que a Fenale marca posição contrária às reformas da previdência e trabalhista.

Segundo ele, um dos pontos positivos do encontro foi também o debate sobre a proposta de reforma previdenciária na mesa de discussões da Associação Nacional dos Procuradores e Advogados do Poder Legislativo. Para Moreira, a posição de procuradores e advogados dos legislativos é fundamental para consolidar uma postura nacional de alerta para a precarização do serviço público com as reformas em andamento.

“A reforma da Previdência atinge todos os servidores públicos. Tivemos uma reunião com os procuradores das assembleias. E ficamos felizes que os procuradores também são contra a reforma. A Fenale é contra a reforma, porque ela tira o direito dos nossos trabalhadores. Somos a favor do serviço público, do concurso público e da valorização do servidor”, afirmou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia