Parque Estadual do Palmito é uma boa opção de passeio no Litoral

As trilhas são uma das atrações desta Unidade de Conservação. Além do palmito, há várias espécies de árvores de grande porte, orquídeas e bromélias. Na fauna nativa há cachorro-do-mato, tamanduá-mirim, gato-do-mato-pequeno. A área era floresta, mas foi transformada em parque estadual por decreto do governador Beto Richa. Isso garante proteção integral

Parque Estadual do Palmito é uma boa opção de passeio no Litoral

O Parque Estadual do Palmito, em Paranaguá, é uma excelente opção de lazer para veranistas e moradores do Litoral do Paraná. Com 1,78 mil hectares o local cumpre a função de combater a exploração ilegal e predatória de palmito nativo, garantir a conservação de um importante remanescente de Floresta Atlântica Nativa e proporcionar uma opção de lazer à população.

Criado em 1998, o local pertencia a categoria de Floresta, quando é permitido o uso sustentável – ou seja, é possível conciliar a conservação do meio ambiente com o uso de recursos naturais existentes. Em junho do ano passado, o governador Beto Richa assinou decreto transformando a área em Parque Estadual, o que garante a proteção integral, sendo permitido, apenas, o uso indireto dos seus recursos naturais, como em pesquisas científicas e no turismo ecológico, por exemplo.

As trilhas são uma de suas atrações. Com 6,5 quilômetros de extensão, a estrada que passa no interior desta Unidade de Conservação chega até ao Rio dos Correais, que tem 25 metros de largura. No entorno deste rio, podem ser admiradas áreas formadas por manguezais, com sua fauna e flora características.

ORQUÍDEAS E BROMÉLIAS – Ao longo da estrada se pode observar, além do palmito, a vegetação composta por várias espécies de árvores de grande porte e ambientes formados por orquídeas e bromélias. Também é possível observar a fauna nativa, como o cachorro-do-mato, tamanduá-mirim, gato-do-mato-pequeno, entre outros.

A Floresta Estadual do Palmito, uma das 68 Unidades de Conservação no Paraná, das quais 29 abertas à visitação pública, também é referência em avifauna: podem ser observadas mais de 250 espécies de aves. Entre as mais vistas se destacam o supi-de-cabeça-cinza, o tangará e a rendeira.

NORMAS – Todas as Unidades de Conservação têm normas de visitação que devem ser respeitadas para garantir a preservação do meio ambiente. Os cuidados ajudam a manter os locais preservados e contribuem para que não haja interferência na cadeia alimentar da fauna local.

As medidas incluem o descarte correto do lixo, não levar animais domésticos, não pisar na vegetação, não fazer churrascos nos parques. O descumprimento das normas pode acarretar notificações e multas.

COMO CHEGAR – A Unidade de Conservação localiza-se no Km 4,3 da PR 407 (Estrada das Praias), no município de Paranaguá. As visitas devem ser pré-agendadas.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br