Marcello Richa destaca papel das políticas de esporte e lazer para terceira idade

Durante o Seminário de Valorização à Pessoa Idosa, realizado nesta quinta-feira (22/2) em Cascavel, o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude de Curitiba (Smelj) e palestrante convidado, Marcello Richa, destacou o papel da prática da atividade física e recreativa para a melhoria da qualidade de vida na terceira idade.

Marcello Richa destaca papel das políticas de esporte e lazer para terceira idade

“A previsão é que nos próximos anos triplique o número de idosos no país e a gestão pública precisa se planejar para evitar que esse aumento na expectativa de vida do brasileiro não resulte em uma queda na qualidade de vida”, disse Marcello Richa.

A adoção de um estilo de vida mais saudável é apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das principais ferramentas para combater o desenvolvimento de doenças e agravos não-transmissíveis, responsáveis por 72% das causas de morte no Brasil.

Em relação à terceira idade, Marcello Richa ressaltou que esse cuidado deve ser redobrado, uma vez que o envelhecimento leva a um maior índice de fadiga e perda muscular, diminuição da capacidade de regeneração, entre outros fatores. Em caso de sedentarismo e sobrepeso, existe um aumento exponencial para o surgimento de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes e colesterol elevado.

“Investimentos voltados para a promoção da atividade física não devem ser encarados como gastos que comprometem o orçamento público, mas ações preventivas que geram economia para a saúde pública e oferecem condições para o idoso alcançar o bem-estar e independência funcional”, afirmou.

Boas práticas

De acordo com o secretário, a atenção e cuidado do prefeito Rafael Greca em investir no fortalecimento de atividades focadas para a terceira idade permitiram um aumento de 29% de vagas e participações nas atividades da Smelj destinadas a este público. Além dos benefícios de saúde, essas ações resultaram na melhoria da autoestima e socialização dos participantes.

“A qualidade de vida sempre está associada à capacidade funcional, sentimento de pertencimento e socialização do indivíduo. A prática de atividade física acaba se tornando uma ferramenta que contribui para alcançar esses fatores, permitindo a descoberta de novos interesses e criação de laços de amizades”, afirmou Marcello Richa.

Durante a palestra também foram debatidos projetos desenvolvidos em conjunto com a iniciativa privada, como a implantação e manutenção de academias ao ar livre em Curitiba; papel dos Conselhos de Direitos da Pessoa Idosa e possibilidade de investimento por meio de recursos de Fundos ligados a pessoa idosa.

A chefe do escritório regional da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social (Seds), Lizmari Fontana, afirmou que o evento contribuiu muito para ampliar a visão dos gestores sobre as políticas públicas destinadas a terceira idade. “Essa troca de experiência é fundamental para a constante melhoria das políticas públicas, que podem ser adaptadas para a realidade de diferentes municípios.”