Festival Brasileiro de Pesca Esportiva e Náutica Loba do Mar

Gaúcho, radicado no Mato Grosso, Hoffmann é apaixonado pela pesca desde criança, quando morou com a família em Porto Velho (RO) e contava com as condições favoráveis do estado em termos fluviais e de diversidade de espécies de peixe para a prática do esporte. Porém, devido a um problema de saúde, precisou voltar com a família para o Rio Grande do Sul e precisou achar alternativas para manter sua paixão pelo esporte. “O Rio Grande do Sul é um estado que não tem muitas opções de lugares e espécies de peixes para realizar uma pescaria de alto nível, por isso, no início da minha carreira eu tive que ter muita determinação e foco para conseguir correr atrás dos meus objetivos no esporte”, conta Johnny.

Festival Brasileiro de Pesca Esportiva e Náutica Loba do Mar

Para viabilizar seu aprendizado e desenvolvimento no esporte, o pescador profissional começou a frequentar eventos do seguimento e escrever para a mídia especializada. “Não há uma universidade de pesca esportiva, por isso, para você se especializar no assunto e ganhar prática é preciso estar na água. Porém, para isso é necessário ter recursos financeiros, como não era o meu caso, na época, eu fui buscando as oportunidades”. Com humildade, determinação, trabalho duro e gratidão às pessoas que abriram as portas a ele no início da carreira mudou-se com a família para o Mato Grosso para tornar-se guia de pesca esportiva no Rio Teles Pires no início dos anos 2000.

A partir daí, começou a filmar as suas pescarias e, antes mesmo de existir mídias sociais como o Youtube, Facebook e Instagram, divulgava seus vídeos em um site na internet. Era o embrião do hoje famoso programa “Momento da Pesca”. No ano de 2011, o diretor presidente da Fish TV, Luiz Motta, convidou Hoffmann para um projeto ambicioso trabalhar com ele na estruturação de um canal de televisão a cabo com 24 horas de programação dedicadas a pesca esportiva. Atualmente, Johnny apresenta dois programas na FishTV, o “Momento da Pesca” e o “Fishing Guide”. Neste último ele leva as pessoas que querem se desenvolver na pesca esportiva para uma pescaria sob suas orientações.

Em paralelo às atividades na mídia, Johnny Hoffmann ainda é consultor técnico da marca líder mundial de produtos para pesca esportiva e sua principal tarefa é adaptar e desenvolver produtos de pesca esportiva para as condições brasileiras. Johnny Hoffman tem uma linha de produtos de pesca esportiva batizada com seu nome.

Vídeo biografia do Johnny Hoffmann: https://www.youtube.com/watch?v=pwn0n9m1R-U

Sobre a Pesca Esportiva

O objetivo da pesca esportiva é fisgar o peixe, não para consumo ou comércio, mas pelo prazer de pescar. Por isso os peixes são devolvidos vivos a natureza. Geralmente os pescadores pesam, medem e fotografam o peixe antes de devolvê-lo a água, sem sofrimento animal. O esporte é democrático, pois pode ser praticado tanto por homens, como por mulheres e crianças. Além disso, é uma atividade sustentável, porque além da preocupação ambiental dos praticantes, movimenta a economia através do turismo e do comércio de produtos e serviços relativos ao esporte.

“A pesca esportiva tem uma grande preocupação com o meio ambiente, pois é necessário que a natureza esteja preservada para que a atividade seja sempre desafiadora e prazerosa. O Brasil é um país muito rico em recursos hídricos. É a água e sua potência que produzem a maior parte da energia elétrica consumida no país. A pesca esportiva também é uma forma de explorar o potencial econômico das águas do nosso país”, explica Hoffmann

Sobre o Festival Brasileiro de Pesca Esportiva e Náutica

Estão abertas as inscrições para o Festival Brasileiro de Pesca Esportiva e Náutica que irá reunir, entre os dias 28 e 30 de junho no Iate Clube de Guaratuba, pescadores em busca do maior Robalo da baía de Guaratuba, no litoral do paranaense. Há duas categorias disponíveis para inscrições, com isca livre – aberta a qualquer tipo de peixe – e com isca artificial que – específica para a pesca do robalo. Os vencedores de ambas categorias ganham premiações e podem concorrer ao prêmio principal que é um carro 0km.

Existem na baía duas espécies de Robalos: o Peva e o Flexa e a expectativa para 2018 – ano que o tradicional Sul Brasileiro de Pesca, que está em sua 14ª edição, se torna Festival Brasileiro de Pesca Esportiva e Náutica – é que o evento reúna mais de 400 pescadores para as atividades competitivas e mais de 1.000 pessoas para as atividades paralelas.

“A ideia de transformar o Sul Brasileiro de Pesca em um festival é agregar mais atividades à parte competitiva do evento e atender outros públicos. Vamos ter atividades culturais e socioambientais envolvendo as escolas e a comunidade local, uma expo para ativação das marcas patrocinadoras e um torneio de arremesso que complementam a programação”, destaca Giselle Furtado, da Loba do Mar, organizadora do festival.

Sul Brasileiro de Pesca 2016 – https://youtu.be/WY24xW_X3fw

Serviço

Festival Brasileiro de Pesca Esportiva e Náutica

Quando: de 28 a 30 de junho de 2018
Horários: Quinta-feira, 28/06; Sexta-feira, 29/06; Sábado, 30/06.
Local: Iate Clube de Guaratuba – Rua José Bonifácio, s/nº
Mais informações e inscrições: http://www.lobadomar.com.br/sulbrasileiro/
E-mail: eventos@lobadomar.com.br
Telefone: 41 9. 9237-8899