Curitiba poderá ter rodoferroviária com energia solar

“O complexo da Rodoferroviária tem uma área extensa que pode ser aproveitada para gerar energia limpa, com grande redução de gastos com eletricidade a longo prazo”, disse Adonai Aires de Arruda Filho, diretor da Serra Verde Express, concessionária dos trens turísticos na ferrovia Curitiba/Paranaguá.

O presidente da Copel, Jonel Iurk, afirmou que a companhia vai estudar uma forma de participação e destacou o conceito do projeto. “Vai trazer um aumento importante de energia limpa na rede, uma alternativa moderna e sustentável”.

O empresário Adonai Aires de Arruda, da Holding HigiServ, grupo proprietário da Serra Verde, disse que o projeto também agrega valor ao potencial turístico do espaço. “A Rodoferroviária já é uma grande vitrine da cidade. Este projeto aumentará o conceito de cidade inteligente que Curitiba já trabalha”.

A área tem quatro prédios que podem ser usados no projeto: a oficina, a estação rodoferroviária e os dois prédios da rodoviária. Somente a área da rodoferroviária tem 9 mil metros quadrados de telhados. “Vamos trabalhar pelo aproveitamento máximo possível, tentando envolver todos os parceiros no projeto”, disse Adonai Arruda.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia