Atividade portuária gera emprego e renda em Paranaguá

“Com mais investimentos em infraestrutura e aumento crescente na produtividade, as empresas ligadas ao setor empregam mais. Com mais gente trabalhando, os salários são gastos no comércio, em alimentação e serviços diversos. É um ciclo virtuoso, a economia se fortalece e a cidade prospera”, explica o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Lourenço Fregonese.

Segundo o IBGE, das 4.693 empresas registradas em Paranaguá, 14% são voltadas ao armazenamento, movimentação e logística de produtos. Além disso, a atividade portuária é a maior fonte pagadora da cidade – dos cerca de R$ 1,3 bilhão injetado na economia todos os anos, um quarto é proveniente dos salários pagos aos trabalhadores ligados ao porto.

QUALIDADE DE VIDA: Paranaguá somou 152 mil habitantes no último censo. A cidade é o 10º município do Estado em população e a 9° economia do Paraná, com R$ 7 bilhões de Produto Interno Bruto (PIB). Com isso, a cidade tem o 2º PIB per capita do Estado e o Índice de Desenvolvimento Humano, que avalia expectativa de vida, educação e renda, é de 0,750.

PORTO PARNANGUARA: Na Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, dos 504 empregados, 296 nasceram em Paranaguá. Os parnanguaras se destacaram, em especial, no último concurso público realizado pelo órgão, em 2017. Mais de 80% dos 35 aprovados, que iniciaram as atividades em junho deste ano, nas funções de assistente administrativo, agente administrativo de segurança, técnico portuário e técnico de segurança do trabalho, são naturais da cidade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia