Cattalini Terminais Marítimos traz núcleo da Filarmônica Antoninense para Paranaguá

Lançamento do projeto será dia 11 de novembro, às 16 horas, durante a Festa do Rocio

Cattalini Terminais Marítimos traz núcleo da Filarmônica Antoninense para Paranaguá

A tradicional Filarmônica Antoninense também formará músicos na cidade de Paranaguá. Convênio firmado entre a entidade e a Cattalini Terminais Marítimos representa o início de um projeto que irá beneficiar alunos de três escolas públicas locais. As aulas serão ministradas pelos professores da Filarmônica, na sede social da empresa portuária, que fornecerá além da estrutura física, também todo o suporte para a iniciação musical dos alunos, bem como os instrumentos e o material didático.

Segundo o presidente da Filarmônica Antoninense, Renan Gonçalves, em 43 anos de história, a escola formou mais de cinco mil alunos que hoje exercem a profissão de músico nas carreiras militar, acadêmica, entre outras. “Atualmente temos 175 alunos em Antonina e 30 em Paranaguá. Há, também, o projeto de musicalização infantil que desenvolvemos em Antonina com duas mil crianças”, comentou.

Em Paranaguá, as aulas terão início no primeiro semestre de 2019 e serão ministradas para os alunos com faixa-etária de 9 a 16 anos das escolas municipais “Randolfo Arzua” e “Presidente Costa e Silva” e do Colégio Estadual “Bento Munhoz da Rocha Neto”, localizadas nas proximidades da empresa. Para participar do projeto, os estudantes passaram por uma seleção que incluiu avaliação de documentos e do histórico escolar, entrevista e verificação da aptidão musical.

“O processo de educação musical ocorre a longo prazo e nossa proposta é trabalhar com jovens e crianças, desenvolvendo a disciplina, a responsabilidade e o senso de trabalho coletivo. A Cattalini é a nossa primeira grande patrocinadora e o núcleo que criaremos em Paranaguá vai oferecer uma grade oportunidade para nossos alunos”, declarou o presidente da entidade, Renan Gonçalves.

O lançamento do núcleo Paranaguá da Filarmônica Antoninense será no dia 11 de novembro, às 16 horas, no palco principal da 205ª Festa de Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná. Na oportunidade, alunos que já frequentam as aulas, em Antonina, farão uma apresentação acompanhados dos alunos do projeto de Paranaguá.

“Será um momento de grande celebração em prol da educação, da cultura, da arte e da música. Estaremos com a nossa banda sinfônica e contaremos com a participação especial dos alunos já inscritos no projeto em Paranaguá. Preparamos um repertório especial e esperamos agradar a todos”, salientou o presidente da Filarmônica Antoninense, Renan Gonçalves.

Sugestão de legendas

Reunião definiu detalhes do projeto que terá início em 2019

Lideranças do bairro do Rocio participaram de reunião com representantes da Cattalini Terminais Marítimos e da Filarmônica Antoninense

Em 43 anos de história, Filarmônica Antoninense já formou mais de dois mil músicos