Nova gestão dos portos priorizará participação na logística nacional

“Terei como missão o melhor atendimento aos usuários de todo o país, além de uma parceria mais intensa com os municípios do Litoral do Paraná. Queremos trazer os bons valores da relação porto-cidade, pensando no bem de toda comunidade”, disse o diretor-presidente da Appa.

Silva destacou que outra preocupação será a valorização dos empregados do quadro próprio. “A Appa tem profissionais qualificados, dedicados ao porto e ao Litoral. Nossa gestão quer ouvir mais estas pessoas, respeitar o conhecimento de cada um e construir, junto com elas, o porto do futuro”, completa.

CENÁRIO MUNDIAL – O novo diretor-presidente da Appa também deve pautar a administração em conceitos de logística e desenvolvimento que são estudados e debatidos em vários portos do mundo.

Ele foi palestrante na Brazil Infrastructure Conference – 2015, em que falou sobre o setor portuário brasileiro e suas perspectivas, nas cidades de Nova York (EUA), Frankfurt (Alemanha) e Londres (Inglaterra). Também foi palestrante no 16ª Foro Internacional de Puertos 2017, em Lima (Peru), além de participante do Programa International Visitor Leadership Program (IVLP), nas cidades americanas de Washington (DC), Charlotte, Chicago, Kansas e Los Angeles.

CURRÍCULO – Profissional com atuação intensa nas esferas da administração pública e no planejamento dos projetos portuários, o novo diretor é graduado em Economia pela Universidade Federal do Paraná e tem especialização em gestão de empresas. Esta é a segunda passagem dele pela Appa, onde trabalhou de 2009 até 2015.

Luiz Fernando foi diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São (Codesp); assessor especial do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil; e secretário nacional de políticas portuárias no Governo Federal. Coordenou, ainda, o grupo de trabalho que estudou a solução para o problema da dragagem do Porto de Santos e integrou a equipe criada para desburocratização e simplificação da legislação portuária, que culminou com o Decreto 9.048/17, considerado um novo marco regulatório no setor portuário.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email