SECRETÁRIO DA JUSTIÇA VISITA MENORES QUE ESTÃO CUMPRINDO MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

O Cense Curitiba, a exemplo de outras localizadas no interior do Estado, está sendo beneficiado com roupas novas para os meninos, mobiliário adequado e equipamentos. Os internos vão receber, ainda no primeiro semestre deste ano, novos itens de vestuário (camisetas, bermudas, regatas, calças de moletom, conjunto de agasalho, jaquetas, tênis, chinelos, roupas íntimas) e, ao longo do ano, três mil novos colchões serão destinados a todas as unidades socioeducativas do estado, que englobam 19 Centros de Socioeducação e oito Casas de Semiliberdade.

“Os investimentos ultrapassam R$ 1,2 milhão”, informou Ney Leprevost, anunciando que as unidades terão em breve novos rádios comunicadores e outros equipamentos mais modernos para a revista de visitantes às unidades, explicou.

“Vamos trabalhar com ressocialização; junto com o Coronel Pancotti, diretor da área, iremos melhorar todas as instalações dos Censes, melhorar a segurança, comprar materiais para as professoras poderem trabalhar com as crianças e adolescentes em mais aulas de artes e música, vamos comprar mais livros para as bibliotecas das unidades. Esse é um grande desafio que estamos assumindo aqui. É uma tarefa hercúlea, mas com o apoio do governador Carlos Massa Ratinho Júnior e de todos os envolvidos nos vamos conseguir”, disse o secretário.

Para o diretor do Departamento de Atendimento Socioeducativio (Dease) da Sejuf, David Antonio Pancotti, os novos itens garantem a qualidade no atendimento e melhores condições de higiene, segurança e educação para os adolescentes cumprirem a medida socioeducativa, quando sob a tutela do Estado.

Os itens de vestuário são utilizados pelos adolescentes durante o tempo de cumprimento de medida. Estão incluídos itens de verão e inverno, bem como calçados, que são de utilização no cotidiano das Unidades Socioeducativas.

Os colchões que serão entregues fazem parte do planejamento de compras da pasta para o suprimento das unidades, sendo produtos de materiais específicos, antichamas e antimofo e que permita maior salubridade e redução de possíveis intercorrências no ambiente de segurança das Unidades Socioeducativas.

As entregas tiveram início com entrega de 240 colchões para os Cense Foz do Iguaçu; Cascavel I e II e Casa de Semiliberdade de Cascavel.

Previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente, as medidas socioeducativas são aplicadas quando verificada a prática de ato infracional. Podem ir desde a advertência; obrigação de reparar danos; prestação de serviços à comunidade; liberdade assistida; até a inserção em regime de semiliberdade ou a internação em estabelecimento educacional.

Cabe ao Estado a gerência das medidas de privação de liberdade, em espaços adequados à prática que, no Paraná, são os Centros de Socioeducação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia