Abertura da Semana da Paz em Casa em Pontal do Paraná

Neste dia 11 de março aconteceu no Auditório Primavera a abertura da Semana da Paz em casa. Programação voltada para a semana da Mulher.

Abertura da Semana da Paz em Casa em Pontal do Paraná

A abertura contou com a presença da desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná, Dra. Lenice Bodstein, do meritíssimo Juiz da Comarca de Pontal, Dr.Ricardo Piovesan, do promotor de justiça da Comarca, Dr. Gladyson Ishioka, coordenadora do Patronato de Pontal, Dra. Elaine Lopes, além do Conselho de Segurança, representado pelo presidente Roberto Stelmacki, e presidente do Conselho da Comunidade, Gilberto Espinosa, e o prefeito Marcos Fioravante, além de representantes das mais diversas entidades do município.

Na abertura o Meritíssimo Juiz Ricardo Piovesan juiz de Direito da Comarca de Pontal do Paraná agradeceu a presença de todos, ao Patronato que conseguiu trazer esse evento ao município de Pontal do Paraná, ao CONSEG, ao CONSELHO DA COMUNIDADE, A POLICIA MILITAR principalmente a desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná, Dra. Lenice Bodstein, também citou que eventos como estes são muito importantes e necessários. A Lei Maria da Penha é uma das mais modernas com objetivo de incutir na população os questionamentos sobre os machismos no país e de como transformar essa mentalidade, essa forma de pensar, sendo está uma semana de reflexão para que possamos melhor entender a violência.
A desembargadora Dra. Lenice Bodstein em sua fala agradeceu a presença de todos, saudou a mesa e seu componentes, assim como a seleta plateia.
Nas palavras da desembargadora “ vejo em cada um a representação de um segmento extremamente importante para esta comunidade e agradeço a oportunidade de abrir a Semana da campanha Paz em Casa”.

Em sua palestra falou sobre a aplicação da Lei Maria da Penha, metas de enfrentamento da violência contra mulher, de provocar todos os segmentos da sociedade para a prevenção e para não termos a judicialização, pois os crimes da Lei Maria da Penha tem uma conotação toda especial.

A desembargadora citou” Os homens precisam respeitar as nossas diferenças, mesmos direitos e os deveres. Segundo o IBGE 62% dos chefes de famílias são mulheres. Não estamos falando de proteção, estamos falando da força do trabalho, que faz a produção do trabalho de 62%, ou seja, a economia nos empurrou para o mercado para a sustentar. O Brasil tem a produção que tem devido ao trabalho das mulheres, em igualdade ou superioridade de números. As mulheres continuam sendo o alicerce da família, quando nós falamos de violência contra a mulher, estamos falando contra a família, contra todos que fazem parte do círculo familiar. Não podemos mais aceitar que a cada 120 minutos morra uma mulher pelo fato de ser mulher. Não dá para aceitar mulheres que morram como moeda de troca do crime organizado. Nós temos muitas questões a serem avaliadas, cada núcleo social de cada município tem suas características tem suas questões e é por isso que é muito importante o que nós viemos aqui testemunhar. Cada um dos senhores poderá replicar o que se fala sobre igualdade, não de submissão. Precisamos equilibrar as diferenças as desigualdades, mantendo a natureza individual de cada um o homem de cada mulher, mas dentro das suas diferenças nós precisamos ter presente em nossos lares igualdade”.

O Programa Justiça pela Paz em Casa está sendo realizado de 11 à 15 de março, pelo Patronato de Pontal do Paraná, o evento é promovido pelo Tribunal de Justiça do estado, e tem como objetivo ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha, concentrando esforços para agilizar o andamento dos processos relacionados à violência de gênero.
A desembargadora Dra. Lenice Bodstein abrilhantou o evento com a sua explanação dividindo com os presentes seu enorme conhecimento a respeito do tema, mostrando o quanto é importante o debate do mesmo.

O Meritíssimo juiz Ricardo Piovesan desde que assumiu a Comarca de Pontal do Paraná tem mostrado desempenho excepcional pois já está buscando melhoria para a comunidade como a elevação da Comarca para dar maior agilidade aos processos, a criação da Delegacia da Mulher no município. Inclusive na sexta-feira no dia do encerramento da Semana da Paz em Casa onde o Dr. Ricardo fará a palestra as inscrições já estão encerradas pois já se atingiu a lotação máxima.
Parabéns a todos os envolvidos, principalmente ao Patronato e os meritíssimos Juiz Ricardo Piovesan