Redes da Sanepar equivalem a duas voltas em torno da Terra

Aos 56 anos, empresa garante acesso à água tratada a 100% de seus clientes

Redes da Sanepar equivalem a duas voltas em torno da Terra

Presente em 345 municípios no Paraná, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) está comemorando o Dia Mundial da Água com um índice de 100% no atendimento com água tratada da população urbana atendida nessas cidades. São mais de 3 milhões de ligações de água, 54 mil quilômetros de redes distribuidoras e 166 estações de tratamento. A Sanepar também atende Porto União, em Santa Catarina.

“Se fossem colocadas em linha reta, as redes de água e os 35 mil quilômetros das redes de esgoto da Sanepar, seria possível completar duas voltas inteiras em torno do planeta Terra. Temos ótimos números e estamos trabalhando firmemente para o avanço do saneamento no Estado, mas temos consciência dos desafios constantes que a área de saneamento enfrenta, especialmente em relação aos recursos para sua universalização”, diz o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile.

Terceira maior companhia de saneamento do Brasil e referência nacional em eficiência, a Sanepar tem se destacado em vários estudos e rankings na área. Está em primeiro lugar em inovação no setor de saneamento, segundo análise da Revista Amanhã, e duas de suas cidades foram inseridas na categoria Rumo à Universalização, a mais alta do Ranking da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), em estudo lançado em 2018. O Ranking avaliou o desempenho de 231 municípios com mais de 100 mil habitantes, com base em dados dos Ministérios das Cidades e da Saúde, e apenas 6% dos municípios brasileiros avaliados foram incluídos nessa categoria. Também estudos do Instituto Trata Brasil, que classificaram os serviços de saneamento nos 100 maiores municípios do país, reconheceram o trabalho da Sanepar: Cascavel ficou com a 2.ª colocação, Maringá com a 5.ª, Londrina com a 13.ª e Ponta Grossa com a 14.ª posição. Curitiba se destacou como a melhor capital brasileira em saneamento básico.

Evolução – Quando foi criada a Sanepar, em 1963, o saneamento básico do Paraná era bastante tímido: apenas 8,3% da população tinham rede de água e só 4,1% tinham rede de coleta e remoção de esgotos. Dentre as 221 cidades paranaenses à época, somente 13 eram atendidas com serviços de água e esgotos e 37 delas tinham apenas o de água. “Continuaremos crescendo. Estão previstos investimentos em novas obras e manutenção de equipamentos e construções já existentes que permitirão a manutenção do índice de 100% de atendimento e as melhorias necessárias. Para os anos de 2019 a 2023, o programa de investimentos é de R$ 7,1 bilhões, sendo quase R$ 3 bilhões para serviços de água”, afirma Stabile.

Os investimentos garantem também que a qualidade da água distribuída pela Sanepar para consumo seja controlada de forma ininterrupta e atestada por uma rede de laboratórios próprios, com 192 unidades (172 para análises da água e 20 para o esgoto), três laboratórios centrais no interior do Estado e um laboratório em Curitiba, referência para a área de saneamento na América Latina. Mais de 500 empregados atuam na área de análises da Companhia. Em 2018, em atendimento à legislação de potabilidade, a Sanepar realizou 7.793.045 análises, sendo 6.591.404 na saída da estação, 1.123.979 na rede de distribuição e 77.662 nos mananciais.“A Sanepar se preocupa não apenas com a qualidade da água distribuída para a população, mas também com a qualidade dos mananciais de abastecimento. Avaliamos a conformidade de mais parâmetros do que os exigidos pelo Ministério da Saúde para garantir que a água que chega à casa dos clientes seja a melhor possível”, diz a gerente de Conformidades da Sanepar, Cynthia Castro Correa Malaghini, responsável pelos laboratórios onde ocorrem as análises. A Vigilância Sanitária do Estado também realiza análises para comprovar as medições da Sanepar e os resultados ficam disponíveis no site da empresa: www.sanepar.com.br