Guto Silva faz balanço de 100 dias de governo

Neste dia 16 de abril no Hotel Bourbon com início às 19 horas o Chefe da Casa Civil, Guto Silva, fez uma palestra a convite do Instituto Democracia e Liberdade onde apresentou os planos do Governo Ratinho Júnior para os próximos anos.

Guto Silva faz balanço de 100 dias de governo

Guto Silva é doutorando em Gestão de Negócios pela UNAm – Universidad Nacional de Misiones, em Posadas (Argentina), é especialista em Gestão de Recursos Humanos, professor de pós-graduação na área de Comércio Exterior e Gestão Global e consultor especial do SEBRAE para assuntos internacional.

Guto Silva fez um balanço positivo a respeito desses primeiros 100 dias da gestão. Falou sobre os investimentos no litoral paranaense, onde enfatizou a construção da Nova Faixa de Infraestrutura de Pontal do Paraná.

O empresário Gilberto Espinosa e o jornalista Carlos Mora estiveram presentes e demonstraram o contentamento com as perspectivas e ações do governo estadual para Pontal do Paraná.

Neivo Beraldin ( ex-deputado criador do icms ecológico), Camilo Turmina (Vice-Presidente da Associação Comercial do Paraná), Edson José Ramon (Presidente do Instituto Democracia e Liberdade (IDL)), Aurélio de Gasperi Bolsanello (Membro do Movimento Pró-Paraná), Marcos Domakoski (Presidente do Movimento Pró-Paraná), Gilberto Espinosa ( Presidente da ACIAPAR) e Carlos Mora (Jornal Tribuna do Litoral).

Segundo Carlos Mora “finalmente temos um governo preocupado com o desenvolvimento do litoral”. Guto silva citou que a equipe não está com medo de governar, tendo base na transparência e na divulgação fará as ações necessária para combater a crise que afeta o pais, apresentou o tripé que norteiam o governo (com ações como a redução de 28 para 15 secretarias, projeto que está tramitando na Assembleia Legislativa do Paraná e que terá como resultado a redução de R$ 40 milhões), a instituição da LEGE – Lei de Eficiência na Gestão do Estado do Paraná (que estabelece um horizonte claro para o Estado no âmbito da gestão pública e sinaliza os caminhos para os próximos 20 a 30 anos) e a implantação da lei de compliance (lei de conformidade que estabelece como gestores públicos devem se comportar perante o mercado).

Uma das linhas do atual governo é simplificar processos, informatizar e reduzir a interferência humana. “O Paraná precisa mudar e ser um estado líder da federação”, disse Guto, lembrando que, juntos, os Produtos Internos Brutos (PIBs) do Uruguai, Paraguai e Bolívia, não superam o do Paraná.

Aurelio(Pro Paraná),Carlos Mora( jornalista), Guto Silva (chefe da casa civil), Gilberto Espinosa (Presidente da ACIAPAR) e Professor Eduardo Gobbi( responsável pelo Projeto da Faixa de Infraestrutura de Pontal do Paraná)

As prioridades do governo para a gestão estão o aproveitamento da potencialidade logística e a construção de uma agenda positiva com os entes do setor de transporte, investimentos em rodovias, a abertura e manutenção de um diálogo com o Governo Federal e senadores da bancada paranaense, a recuperação da competitividade tributária e logística (tendo a indústria como prioridade absoluta), a efetiva implantação do Porto de Pontal do Sul Pontal do Paraná,e investimentos no litoral. Investimentos de R$ 80 bilhões até o fim deste mandato, a criação de mais de 500 mil vagas formais de emprego e o incremento da nota do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Para concluir sua apresentação, ele exibiu resultados referentes ao primeiro trimestre do ano, com pessoal (redução de R$ 45,5 milhões, estimado em R$ 120 milhões até o final de 2019), contratos (redução de R$ 34,8 milhões até o momento, estimado em R$ 117,3 milhões até o final do ano) e secretarias (R$ 80 milhões no primeiro trimestre e estimativa de redução de R$ 237 milhões até o término do ano).