Portos do Paraná são destaque em evento nacional de logística

Experiência paranaense e desafios do setor no combate à crise econômica foram discutidos no Brasil Export, que acontece nesta segunda e terça-feira (23 e 24). O evento reúne autoridades do setor, empresários e usuários de todo o País.

 
Os desafios em tempos de pandemia e a experiência dos portos do Paraná no combate à crise foram destaque no Fórum Nacional de Logística e Infraestrutura Portuária – Brasil Export, que acontece nesta segunda e terça-feira (23 e 24), em Brasília. O evento reúne autoridades do setor, empresários e usuários de todo o País.

“O Paraná bateu dez recordes de movimentação ao longo de 2020. Foi um ano extremamente difícil, mas estamos muito perto de bater a marca histórica de 53 milhões de toneladas. Os portos de Paranaguá e Antonina movimentaram, juntos, mais de 10,4 mil toneladas de carga por metro linear de cais, os mais eficientes do Brasil”, destacou o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

De acordo com ele, o empenho dos trabalhadores e empresas da comunidade portuária foi essencial para manter a agilidade dos serviços, além de contribuir com a economia. Em Paranaguá, a atividade portuária é a maior responsável pela geração de emprego e arrecadação de impostos.

São mais de 44 mil empregos ligados ao setor, que injetam R$ 1,6 bilhão em salários, todos os anos. Além disso, as empresas que atuam nos portos paranaenses são responsáveis por 66% dos valores arrecadados pela prefeitura com o Imposto Sobre Serviços (ISS).

Garcia também destacou os investimentos públicos de R$ 403 milhões nas campanhas de dragagem continuada. “Temos 40 quilômetros de canal e a sedimentação natural exige campanhas de dragagens constantes. Nosso canal representa apenas 2% da baía, mas temos um cuidado muito especial com o meio ambiente, atuando com janelas ambientais, previstas para a nossa licença de operação”, conta.

EXEMPLO – Presidente da Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP), Jesualdo Silva explicou que o evento nacional foi resultado de uma série de reuniões locais, que aconteceram online, ao longo do ano. “As discussões regionais mostraram as forças e particularidades de diferentes estados. A experiência de cada porto serve também como exemplo para os demais e, assim, o Brasil cresce”, disse.

O Paraná se destacou, ainda, nos cuidados adotados durante a pandemia da Covid-19. Desde março, foram mais de 200 mil triagens iniciais de saúde e equipes médicas atuam 24 horas no cais, Pátio de Triagem, Silo Público e demais prédios da administração portuária.

“A manutenção dos serviços portuários foi essencial para a economia brasileira. Responsáveis por 95% da corrente do comércio exterior, os portos têm impacto na vida da população e abastecem as cadeias produtivas”, destacou o CEO do evento, Fabrício Julião.

ONLINE – O Fórum é transmitido online, de forma gratuita, em bit.ly/brasilexport2020. Na terça-feira (24), além da continuação das palestras e mesas de debate, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, entrega o prêmio “Portos + Brasil”, que reconhece os melhores portos do Brasil em quatro categorias.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia