Paranaenses são convocados para disputar Mundial de Handebol no Egito

E mais uma vez paranaenses vão integrar a principal seleção de handebol do país em uma competição internacional. Além de quatro atletas, a Seleção Brasileira também contará com dois experientes profissionais na comissão técnica.

Entre os 20 jogadores convocados pelo técnico Marcus Oliveira, popular Tatá, para a disputa do Campeonato Mundial de Handebol Masculino, que acontece no Egito entre os dias 13 e 31 de janeiro de 2021, estão o ponta esquerda Cleber Andrade, que joga pela Liga Taubateana de Handebol-SP, os laterais esquerdos Haniel Langaro, que veste a camisa do Barcelona-ESP, e Thiago Ponciano, que atua pelo Club Balonmano Ciudad Encantada-ESP, além do central Henrique Teixeira, do CSM Bucharest-ROM.

Os jogadores comemoraram nas redes sociais a convocação. “Feliz de mais uma vez ter a oportunidade de vestir essa camisa. É sempre uma honra poder representar meu país junto com os guerreiros”, disse Haniel, um dos destaques do último Mundial, em que marcou 37 gols em oito partidas e ficou entre os 20 artilheiros da competição. “Feliz em ser convocado para a Seleção Brasileira na preparação para o Mundial do Egito”, escreveu Teixeira, um dos mais experientes da equipe. “Muito feliz com a oportunidade de representar o nosso país. Somente gratidão”, publicou Andrade.

Como auxiliares técnicos foram relacionados Giancarlos Ramirez, treinador do Londrina, e Leonardo Bortolini, ex-atleta da Seleção Brasileira e atual técnico da equipe de Maringá.

A apresentação dos atletas está prevista para o dia 27 de dezembro, no Rio Maior Sports Centre, um complexo esportivo situado a 75km da capital portuguesa Lisboa. De lá a delegação brasileira segue para a capital egípcia Cairo, com previsão de embarque entre os dias 6 e 8 de janeiro.

Competição
A 27ª edição do Mundial terá pela primeira vez a participação de 32 seleções, sete equipes a mais que em 2019, disputando o título que atualmente é da Dinamarca.

As seleções estão divididas em oito grupos de quatro, onde todos se enfrentam dentro de cada chave e apenas três avançam para a rodada principal. O Brasil está no grupo B e estreia na competição dia 15 de janeiro diante da Espanha, atual campeã europeia e que em 2013 levou pra casa o título mundial.

Na sequência, dia 17 de janeiro pega o elenco da Polônia, 4º colocado nas Olimpíadas do Rio, mas não realizou um bom campeonato continental e se classificou por convite pra disputa. E o último confronto da primeira fase será dia 19 de janeiro contra a Tunísia, que é a segunda força da África, atrás apenas dos anfitriões egípcios. Todas as partidas dos brasileiros na fase classificatória serão realizadas às 19 horas (horário local) no complexo esportivo New Capital Sports Hall, em Cairo.

Para a etapa seguinte, as equipes carregam os pontos conquistados na fase classificatória. Se o Brasil avançar vai enfrentar os três melhores colocados do grupo A – Alemanha, Hungria, Uruguai ou Cabo Verde, completando um hexagonal. Seguem para as quartas de final apenas os dois melhores de cada uma das quatros chaves.

Em 2019, o Brasil ficou em 9º lugar no Mundial, melhor colocação do país na história do torneio, resultado que garantiu a seleção no pré-olímpico, depois do tropeço do 3º lugar nos Jogos Pan-Americanos.

Pré-olímpico
O Mundial servirá de preparação para o pré-olímpico da Noruega, entre 12 e 14 de março de 2021. A seleção brasileira masculina junto com os anfitriões, Chile e Coreia do Sul disputará uma das duas vagas restantes para as Olimpíadas de Tóquio, que acontecem de 23 de julho a 08 de agosto de 2021. Com o título dos Jogos Pan-Americanos de 2019, a seleção feminina já está garantida na disputa.

Confira abaixo a lista completa dos convocados para o Mundial de Handebol Masculino do Egito:

Goleiros: Maik Santos (Taubaté), Leonardo Ferrugem (BM Benidorm-ESP) e Rangel Rosa (BM Logroño-ESP)
Pontas direitas: Fábio Chiuffa (HC Dobrogea-ROU) e Rudolph Hackbarth (BM Logroño-ESP)
Laterais esquerdos: Thiagus Petrus e Haniel Langaro (Barcelona-ESP), Leo Dutra (Wisla Plock-POL) e Thiago Ponciano (BM Cuenca-ESP)
Centrais: Arthur Patrianova (Atlético Valladolid-ESP), Henrique Teixeira (CSM Bucaresti-ROU) e João Silva (BM Puente Genil-ESP)
Laterais direitos: José Toledo (CS Baía Mare-ROU), Gustavo Rodrigues (Pontault Combault-FRA) e Gabriel Ceretta (BM Logroño-ESP)
Pontas esquerdos: Felipe Borges (US Créteil-FRA) e Cleber Andrade (Taubaté)
Pivôs: Rogério Moraes (Veszprém-HUN), Vinicius Teixeira (Taubaté) e Matheus Silva (BM Bidasoa-ESP)

Comissão técnica:
Técnico: Marcus Ricardo de Oliveira (Tatá)
Auxiliares técnicos: Giancarlos Ramirez e Leonardo Bortolini
Supervisor: Rafael Akio Umezu
Preparador físico: Claudio Machado Pinto e Silva
Analista de Desempenho: Luan Monteiro
Fisioterapeuta: Daniel Augusto dos Santos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
  • Cotações do dia